Luiz Araújo marca duas vezes e São Paulo põe fim à invencibilidade do Santos na Vila Belmiro

Na Vila Belmiro, o Tricolor derrotou o Santos, por 3 a 1, de virada, e de quebra acabou com um tabu

Deu São Paulo no primeiro clássico do Campeonato Paulista. Na Vila Belmiro, o Tricolor derrotou o Santos, por 3 a 1, de virada, e de quebra acabou com um tabu que durava oito anos e 11 jogos sem vitórias na casa do rival. Mais do que isso: findou também o retrospecto surpreendente do Peixe, que não perdia em casa em edições do Estadual desde 2011. O nome do jogo foi Luiz Araújo.

Só que o começo do jogo não foi fácil para os visitantes. Empurrado pela torcida, o Santos começou o duelo com muita velocidade e pressionou o adversário desde o primeiro minuto. O São Paulo não se encontrava e ficou acuado. Sempre que roubava uma bola, o time da Vila Belmiro partia em velocidade e dava trabalho para os defensores rivais.

Lucas Lima, logo no início, quase marcou ao roubar uma bola na entrada da área e chutar com perigo. E não demorou para o Santos chegar ao gol. Vitor Bueno fez linda jogada pela esquerda, deixou Buffarini no chão e cruzou para Copete marcar, numa bobeada da zaga tricolor e do goleiro Sidão.

Mas, o caldo começou a engrossar para o Peixe aos 36 minutos. Dentro da área, Zeca empurrou Gilberto quando o atacante subia para cabecear e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Cueva deslocou Vladimir e empatou.

O gol serviu para animar o São Paulo, que voltou melhor para o segundo tempo. Luiz Araújo substituiu Neílton no intervalo e foi fundamental para a virada. Ele roubou a bola de Lucas Lima no meio de campo, tabelou com Gilberto em rápido contra-ataque e saiu na cara do goleiro do Santos para colocar o São Paulo em vantagem.

A entrada do atacante provou-se uma alteração ainda mais certeira de Rogério Ceni pouco depois. Sidão lançou Araruna, que avançou e encontrou Cueva dentro da área do Santos. O peruano se livrou de dois marcadores e rolou para Luiz Araújo. O garoto bateu no canto direito e fez mais um, o segundo dele e o terceiro do Tricolor.

O quarto, por pouco não aconteceu em contra-ataque. O mesmo Luiz Araújo recebeu com a defesa do Santos completamente aberta e tocou para Gilberto. O atacante dominou, ajeitou e bateu na saída de Vladimir. Salvador, Lucas Veríssimo conseguiu chegar a tempo de evitar o quarto gol. Fim de partida. Fim de tabu. Fim de invencibilidade.

Com o resultado, o São Paulo segue na liderança do Grupo B do Paulistão, agora com seis pontos. Já o Santos caiu da primeira para a segunda colocação do Grupo D. Segue com seis pontos, três a menos que o Mirassol, novo líder da chave.

Na próxima rodada o São Paulo recebe o Mirassol, no sábado (18), no Morumbi, em jogo que deverá marcar a estreia de Lucas Pratto com a camisa tricolor. No mesmo dia o Santos recebe a Ferroviária na Vila Belmiro.