José Serra pede demissão do Ministério das Relações Exteriores

Em carta a Temer, tucano afirma que decisão foi motivada por um problema de saúde

O ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB), pediu, na noite desta quarta-feira (22), exoneração do cargo.

Em carta entregue pessoalmente ao presidente Michel Temer, o tucano afirma que a decisão foi motivada por um problema de saúde.

Em dezembro, Serra foi internado na Unidade de Terapia Semi-Intensiva do Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, onde passou por uma cirurgia de descompressão e artrodese da coluna cervical.

Ao deixar o ministério, o tucano retorna ao seu posto de senador.

Serra chegou ao Planalto após às 20 horas para se reunir com Temer. Os dois são amigos de muitos anos e conversaram por quase uma hora.

O presidente “lamentou muito” a sua saída e tentou convencê-lo a permanecer no cargo, mesmo alternando períodos de tratamento com realização de suas funções de chanceler.

Na conversa, Temer agradeceu a colaboração de Serra no Itamaraty desejou que ele possa se dedicar ao tratamento e que tenha uma breve recuperação.

A exoneração, a pedido, será publicada no Diário Oficial desta quinta-feira. Marcos Galvão ficará interinamente no cargo.

 Tomado pela surpresa, o presidente confidenciou a auxiliares que não pensa em tomar uma decisão, de imediato. No momento, Temer tem pressa em resolver quem será o novo ministro da Justiça.

Confira a íntegra da carta de demissão:

“Senhor Presidente,

Pela presente, venho solicitar minha exoneração do cargo de Ministro de Estado das Relações Exteriores.

Faço-o com tristeza, mas em razão de problemas de saúde que são do conhecimento de Vossa Excelências, os quais me impedem de manter o ritmo de viagens internacionais inerentes à função de Chanceler. Isto sem mencionar as dificuldades para o trabalho do dia a dia. Segundo os médicos, o tempo de restabelecimento adequado é de pelo menos quatro meses.

Para mim, foi motivo de orgulho integrar sua equipe. No Congresso, honrarei meu mandato de Senador trabalhado pela aprovação de projetos que visem a recuperação da economia, ao desenvolvimento social e à consolidação democrática do Brasil.
Respeitosamente,

José Serra”