Goleiro Bruno consegue habeas corpus e deve deixar prisão ainda hoje

Segundo informações da Rádio Itatiaia, defesa do atleta obteve a liberação no STF

O goleiro Bruno Fernandes deve deixar a prisão ainda nesta sexta-feira, de acordo com informações da Rádio Itatiaia.

Anteriormente, ele havia sido condenado pela Justiça de Minas a 22 anos e três meses de prisão pela morte e ocultação do cadáver da modelo Eliza Samudio.

Segundo a rádio, a liberação de Bruno, que está detido na APAC (Associação de Proteção e Assistência ao Condenado), foi concedida na noite desta quinta-feira (23) no Supremo Tribunal Federal, pelo ministro Marco Aurélio Mello.

Bruno ficou conhecido por defender as cores do Flamengo e do Atlético-MG. Em março de 2013, ele foi condenado a 17 anos e 6 meses em regime fechado por homicídio triplamente qualificado, e também a outros 3 anos e 3 meses em regime aberto por sequestro e cárcere privado. Além de mais 1 ano e 6 meses por ocultação de cadáver.