Brasileiros do “grupo da morte” tentam surpreender fora de casa e Palmeiras quer primeira vitória na Libertadores

Furacão e Flamengo encontrarão pressão, enquanto Verdão mira o 100% no Allianz Parque

Nesta quarta-feira (15), os brasileiros Grupo 4, nomeado de “grupo da morte”, e o Palmeiras vão a campo pela segunda rodada da Libertadores. Enquanto o Flamengo quer manter o 100% de aproveitamento, Furacão e alviverde buscam sua primeira vitória no torneio.

Empolgado com a grande vitória por 3 a 0 no clássico contra o São Paulo no sábado (11), o Verdão irá com força máxima contra o Jorge Wilstermann. Jogando diante de sua torcida, o alviverde venceu todas as partidas que disputou na temporada e quer usar o fator casa para assumir a liderança do Grupo 5.

Retornando um mês após a lesão no ombro, o meio-campista Tchê Tchê deverá ser titular diante dos bolivianos. O camisa 8 foi um dos destaques do Choque-Rei e marcou seu segundo gol em dois jogos na atual temporada.

Brigando por seu espaço entre os titulares, o meia Guerra, eleito melhor da última Libertadores, também marcou contra o Tricolor e pode conquistar espaço entre o titulares na principal competição sul-americana.

As criticas sobre o trabalho de Eduardo Baptista se acalmaram depois da ótima apresentação no clássico. Com uma sequência complicadíssima de jogos de Libertadores e clássico contra o Santos no final de semana, o treinador precisa da vitória para se fortalecer no cargo.

“Espírito de Libertadores”, essas foram as palavras que o elenco do Palmeiras definiu a estreia na Argentina. Agora atuando no Allianz Parque, o Verdão busca seu primeira vitória na competição.

O adversário da vez será o Jorge Wilstermann, que estreou na Libertadores contra o Peñarol. Jogando em casa, a equipe boliviana goleou por 6 a 2, mas terá o desfalque de José Ríos, autor de dois gols e que foi expulso.

Com seu maestro inspirado, o Flamengo fará seu segundo jogo pela Libertadores. Com uma estreia arrasadora, o Mengão pode disparar na liderança do grupo e manter o 100% de aproveitamento, mesmo jogando longe do Rio de Janeiro.

 

No final de semana, o Flamengo encarou a Portuguesa pela primeira rodada da Taça Rio, e para a alegria do técnico Zé Ricardo, os reservas deram conta do recado e golearam por 5 a 1, o que dá confiança para o grupo.

Apesar da boa fase dos cariocas, a Universidad Católica mostrou na primeira rodada que será um time chato de encarar. Contra o Atlético Paranaense, os chilenos arrancaram um empate na Arena da Baixada nos minutos finais da partida.

Outro adversário que o Flamengo irá enfrentar contra a Universidad Católica será o clima de hostil no estádio San Carlos de Apoquindo. Com capacidade para 14 mil pessoas e com arquibancadas próximas ao campo transformarão o jogo em uma panela de pressão.