Capitão da seleção, Neymar diz viver o melhor momento da carreira: ‘Não falo de números, falo de futebol’

Camisa 10 foi o escolhido de Tite para usar a tarja no jogo contra o Paraguai

Escolhido para ser o capitão da seleção brasileira no jogo desta terça-feira (28), contra o Paraguai, Neymar atravessa a melhor fase de sua carreira. A avaliação é do próprio atacante, que durante entrevista coletiva na Arena Corinthians, palco do confronto válido pelas Eliminatórias Sul-Americanas, falou sobre a possibilidade de ser eleito o melhor jogador do mundo.

“Fico feliz pelo momento que estou vivendo. É o melhor da minha carreira. Não falo de números, estou falando em campo, de futebol. Espero manter essas boas atuações para ajudar meus companheiros”, disse o camisa 10 do Brasil.

Neymar não é apenas protagonista na seleção, com cinco gols marcados nas Eliminatórias, sendo um deles o golaço contra o Uruguai, na última rodada, como também passa por momento semelhante no Barcelona, sendo decisivo na incrível classificação às quartas de final da Liga dos Campeões na vitória por 6 a 1 sobre o Paris Saint-Germain.

“Eu venho melhorando no quesito… Em tudo”, brincou ao falar sobre o processo de amadurecimento. “Me estressei muito com pancadas, mas hoje estou mais tranquilo. Me vejo mais centrado”, afirmou Neymar, que não vestia a braçadeira de capitão da seleção brasileira desde a conquista do ouro olímpico nos Jogos do Rio, em 2016.

 

Para o técnico Tite, é apenas uma questão de tempo para que Neymar supere Cristiano Ronaldo e Messi na eleição do melhor jogador do planeta. “Falta muito pouco. Eles são de gerações diferentes. Fez 25 anos agora, os dois estão acima dos 30. Vejo nessa geração, inevitavelmente, isso acontecendo, ainda mais nesse momento de maturidade dele”, comentou Tite.