Com emoção e sem rivalidade, Chapecoense e Atlético Nacional se enfrentam pela Recopa

Jogo de ida da decisão será disputado na Arena Condá, em Santa Catarina, nesta terça-feira

A terça-feira (4) terá uma dose extra de emoção para os amantes de futebol. O jogo de ida da decisão Recopa, que coloca frente a frente o campeão da Copa Sul-Americana e da Libertadores, será entre Chapecoense e Atlético Nacional-COL. A partida tem tudo para ser inesquecível.

A equipe brasileira e a colombiana deveriam ter se enfrentado na final da Copa Sul-Americana do ano passado, porém o acidente com o avião da Chape, que deixou 71 mortos, impediu que o confronto fosse realizado. Pela amizade criada entre os dois clubes, o embate tem tudo para ser em clima amistoso e sem espírito de rivalidade ainda que os dois querem o título.

Em gesto de solidariedade, o Atlético Nacional pediu que o título da Copa Sul-Americana fosse dado à Chapecoense. Cerca de quatro meses após o acidente, os dois, enfim, se enfrentarão. Antes de ter o pontapé inicial, o duelo já está contando com homenagens dos dois lados. O clube colombiano chegou na cidade catarinense e foi recepcionado com aplausos, além de medalhas e mensagens de apoio dos torcedores.

O técnico Vágner Mancini não confirmou o time. Pelo contrário, revelou ter dúvidas, mas ressaltou que seus jogadores estão preparados para o duelo. O treinador ainda falou sobre a diferença entre um jogo de Estadual e um de torneio internacional. “Jogar o catarinense é muito diferente de jogar uma final de Recopa com o campeão da Libertadores, um time poderoso.”

A Chape vive grande fase em 2017, com direito a cinco vitórias seguidas, incluindo uma goleada histórica contra o Tubarão-SC por 7 a 0 pelo Campeonato Catarinense, e chega empolgada para a partida. Os torcedores contam com a experiência dos principais atletas, como o goleiro Arthur Moraes e o atacante Túlio de Melo, para sair na frente da disputa pelo título da competição internacional.