Ponte Preta bate Santos nos pênaltis e avança à semifinal

Time de Campinas enfrenta Palmeiras na próxima fase; Corinthians pega São Paulo

O último classificado às semifinais do Campeonato Paulista foi conhecido só nos pênaltis. Melhor para a Ponte Preta que perdeu no tempo normal (1 a 0), mas venceu por 5 a 4 nas penalidades, em rara e animada segunda-feira (10) de futebol, no Pacaembu. O zagueiro David Braz foi de herói a vilão já que marcou um golaço e depois desperdiçou sua cobrança. Agora, a Ponte enfrenta o Palmeiras na próxima fase; o Corinthians pega o São Paulo.

As semifinais acontecem nos dois próximos fins de semana, em partidas de ida e volta, com a vantagem apenas do mando de campo. Se a soma dos placares der empate, a decisão vai novamente para os pênaltis. As datas serão definidas nesta terça no Conselho Técnico da Federação Paulista de Futebol.

Depois de perder a primeira partida em Campinas (1 a 0), o Santos tratou logo de se lançar ao ataque. Mesmo assim, coube ao zagueiro abrir o placar aos 15 minutos do primeiro tempo. Lucas Veríssimo devolveu a bola para o meio da área e David Braz, que nas penalidades desperiçaria sua cobrança, chutou como pôde para vencer o goleiro Aranha.

A partir daí, o jogo tornou-se até violento dado a falta de pulso do árbitro Rafael Gomes Felix da Silva — por acaso o mesmo da polêmica vitória do Santos sobre o Red Bull Brasil, ainda na primeira fase da competição. O Peixe reclamou de um pênalti, enquanto a Macaca cobrou uma falta mais dura dos adversários.

Já na metade do segundo tempo, as equipes desceram para o ataque apenas com muita organização. O medo de levar gol e não ter tempo para reagir isolou os atacantes Ricardo Oliveira e William Pottker e frustrou os mais de 37 mil pagantes no tempo regulamentar. Restou, no entanto, a emoção de uma decisão por pênaltis.

Kayke, Jean Mota, Copete e Lucas Lima fizeram os gols do Peixe, mas David Braz perdeu a segunda cobrança e tirou o time da final do Paulistão depois de oito anos. Do outro lado, Ravanelli, Yago, Clayson, Jadson e William Pottker garantiram a classificação da Macaca.