Páscoa: conheça a origem da data, a tradição do ovo de chocolate e do coelho

Todo mundo adorar comemorar a Páscoa mas poucas pessoas sabem o que ela representa e de onde surgiu suas simbologias

A Páscoa é para os cristãos a celebração mais importante de todo o calendário religioso. Isso porque, para eles, a paixão e ressurreição de Jesus traz a salvação para toda a humanidade. Mas, o que pouca gente sabe é que ela já existia bem antes do nascimento de Cristo. Descubra a origem e curiosidades dessa festa.

Origem da Páscoa

Apesar de ter sido amplamente adotada pelo calendário cristão, a origem da Páscoa é judaica. Ela nasceu para comemorar o êxodo dos israelitas do Egito, quando eles deixaram de ser escravos e ganharam a liberdade. A palavra páscoa vem da palavra hebraica pessach, que significa passagem.

Há quem diga que a Páscoa remonta a períodos ainda mais antigos. Quando, durante rituais pagãos das tribos europeias, a deusa da primavera chamada Eostre era adorada. Em inglês, a palavras Easter (páscoa) teria sido inspirada justamente no nome dela.

Como surgiu o coelho da páscoa

Segundo os estudiosos, a introdução do coelho na cultura ocidental surgiu somente por volta do ano de 1700, trazido pelos Alemães. Na verdade, o bichinho inicial não era um coelho, mas sim um lebre, animal muito parecido com ele.

Esse animal era símbolo de fertilidade devido ao seu alto poder reprodutivo. À época, isso era muito valorizado, pois existia uma alta taxa de mortalidade entre os seres humanos.

Outra lenda conta que o coelho da Páscoa era na verdade um pássaro que pertencia à deusa Eostre, que mais tarde viria a dar o nome em inglês (easter) à festividade. Ele teria se transformado em um roedor, mas nunca deixado o espírito original de lado, por isso ele sempre mantinha um ninho com ovos, mesmo sendo um mamífero.

Como nasceu a tradição do ovo de Páscoa

A crença mais difundida é que muitos povos antigos relacionavam o ovo a um símbolo do início da vida. Em regiões mundo frias, o ovo também era o símbolo do início da primavera, onde surgia vida nova. Esse simbolismo todo foi aproveitado pelo cristianismo que, em regiões como a Grécia e a Síria, pintavam ovos de vermelho em alusão ao sangue de Cristo e presenteavam durante a Páscoa.

Depois de muitos séculos, o interesse comercial viu nesse costume uma grande oportunidade. Daí surgiram também os tradicionais ovos de chocolate, uma adaptação deliciosa da tradição.