Eduardo Baptista não resiste a derrota na Libertadores e é demitido do Palmeiras

Com a saída do treinador, Cuca é o favorito da diretoria para retornar ao Verdão

Eduardo Baptista não é mais técnico do Palmeiras. O comandante não resistiu à derrota para o Jorge Wilstermann, da Bolívia, pela Libertadores, e foi demitido na noite desta quinta-feira (4).

 

A situação de Eduardo Baptista no Palmeiras já estava complicada há algumas semanas. O treinador vinha sofrendo enorme pressão por conta dos resultados ruins, como a derrota desta quarta e a eliminação no Campeonato Paulista. Além das vitórias no sufoco, como as duas contra o Peñarol pela Libertadores.

Eduardo Baptista chegou ao Palmeiras após boa passagem pela Ponte Preta. No Palmeiras, ele somou 23 jogos no comando, com 14 vitórias, quatro empates e cinco derrotas.

Com a saída de Eduardo, o favorito da diretoria para assumir o comando da equipe para o restante da temporada é Cuca, que foi campeão brasileiro pelo Verdão no ano passado. Ele deixou o Palmeiras por conta de problemas particulares.

O elenco do Verdão se reapresentará nesta sexta (05), às 10h, na Academia de Futebol, com acesso liberado para a imprensa. Durante a atividade, o presidente Maurício Galiotte concederá entrevista coletiva.

O Palmeiras só volta a campo na estreia do Campeonato Brasileiro 2017 contra o Vasco no próximo dia 14, no Allianz Parque, em São Paulo. Pela Libertadores, o próximo compromisso será apenas no dia 24. O Verdão enfrentará o Atlético Tucumán-ARG para garantir a classificação para as oitavas de final.