Perda de cabelo? Saiba quais as causas.

Em média perdemos de 50 a 100 fios de cabelo por dia, o que pode ser assustador para algumas pessoas. Confira então os motivos.

Você sabia que em média perdemos de 50 a 100 fios de cabelos por dia? Porém, são números dentro dos parâmetros normais em vista de que, todo cabelo tem um ciclo de vida e as causas para sua perda ainda não são 100% claras para os dermatologistas, mas as causas mais prováveis são de ciclo de crescimento interrompido por algum fator ou quando o folículo piloso é destruído e substituído por tecido cicatricial.

Fatores externos são os mais diversos podendo ser: hereditariedade, mudanças hormonais, condições médicas, uso de medicamentos, produtos químicos ou questões psicológicas, segundo estudos realizados pela universidade American Academy of Dermathology, nos Estados Unidos. Porém, podemos controlar essa queda ou até curar em casos mais graves. Confira as causas mais comuns que contribuem para a queda:

Historico Familiar:

Os homens são os mais atingidos pela chamada “alopecia androgenética”, ou a famosa “calvície” por fatores hereditários. O risco dessa herança perpetuar de pai para filho é de 15% – uma calvície que pode surgir já dos 18 aos 25 anos em pessoas que possuem o par de genes responsáveis pela calvície. Ela não tem cura, porém pode ser controlada a base de medicamentos receitados por um especialista.

Alterações hormonais:

Qualquer alteração hormonal pode resultar na queda de cabelo, como problemas em glândulas endócrinas: tireoide, suprarrenal e hipófise que desregulam o organismo e atrapalham a ação dos nutrientes no organismo.

Uso intenso de secadores

Pessoas com um tipo de cabelo mais fino e frágil podem sentir mais a queda de fios pela utilização de secadores e chapinhas de alisamento. Com os cabelos molhados após o banho e a penetração de gotículas, o contato com o forte calor dos aparelhos leva à formação de bolhas de ar dentro do cabelo, favorecendo sua queda.

Estresse

Sim, é real. O estado de estresse faz com que o corpo utilize mais energia que o normal, fazendo com que o organismo inteiro perda uma grande quantidade de vitaminas e minerais que além disso, passa a produzir mais cortisol, hormônio que desacelera a divisão celular.