Há benefícios no colágeno?

Propagados como milagrosos, o colágeno é tido como uma das principais substâncias que oferecem benefícios a saúde, mas será que realmente é comprovado?

O colágeno, que é encontrado nos ossos, cartilagem e pele de animais (incluindo vacas, frango e peixe) tem ganho cada vez mais popularidade, sendo vendido em forma de pó e presente em barras de proteína, doces e bebidas, mas será que realmente traz benefícios significativos ao consumir-lo?

De fato ele é uma proteína abundante no corpo do ser humano, e não é encontrado apenas em animais, mas sim em nosso próprio corpo, pois também produzimos essa substância sendo um componente principal do tecido conjuntivo, presente em nossos ossos, tendões, ligamentos, cabelo, pele, órgãos, músculos e veias. Nosso corpo fabrica colágeno a partir de aminoácidos, que consumimos em alimentos ricos em proteínas.

Mas já que nosso corpo produz substância que favorecem o colágeno, porque então consumir-los? É realmente necessário? Segundo pesquisas, ainda não se sabe o real beneficio do uso, porém conforme o corpo envelhece, ele produz menos colágeno, surgindo as rugas, flacidez e enfraquecimento das juntas, e não somente a idade interfere na produção, mas alguns maus hábitos também como o fumo, álcool e exposição ao sol são prejudiciais nesse sentido.

Em um estudo realizado em 2014, o efeito do colágeno hidrolisado foi analisado na pele de mulheres entre idades de 35 a 65 anos, onde 69 mulheres participaram do estudo. Um grupo tomou o suplemento uma vez por dia por 8 semanas, e o segundo grupo tomou um placebo.
As mulheres do grupo que ingeriu o colágeno exibiu muitas melhoras na comparação com o segundo grupo, sendo que mês depois do fim do estudo, os efeitos ainda eram bem melhores em mulheres mais velhas, porém quanto à hidratação da pele, não houve diferenças significativas deixando os pesquisadores em dúvida quanto a total vantagem que os fabricantes prometem em suas embalagens.