Homens vencem o tabu e se rendem às cirurgias plásticas

Veja os procedimentos mais procurados.

A vaidade e a vontade de modificar partes do corpo que não agradam, começaram a se tornar mais evidentes entre o público masculino, que passou a assumir seus desejos e anseios com a aparência e o bem-estar.

Os cuidados com a estética, e a adesão à cirurgia plástica, que sempre foram tratados como tabu por derrubarem o conceito de masculinidade criado pela sociedade, começou a ter números mais expressivos.

Homem definindo abdómen

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o número de homens que procuram consultórios de cirurgia plástica quadruplicou nos últimos cinco anos, e, cada faixa etária costuma procurar por um tipo de cirurgia plástica diferente.

Homem definindo rosto

Durante a infância e adolescência, quando começam as comparações na escola, é comum que crianças e adolescentes peçam para os pais os levarem aos cirurgiões plásticos com a intenção de corrigir problemas estéticos, como as orelhas de abano e a ginecomastia, que ocorre quando a região mamária se desenvolve excessivamente

A busca por procedimentos estéticos, como aplicação de Toxina Botulínica e tratamentos com laser, começam a fazer parte da vida dos homens adultos, que também recorrem às cirurgias plásticas de Lipoaspiração, Abdominoplastia, Rinoplastia e Implantes Capilares, com o objetivo de melhorar a autoestima e melhor aceitação do público feminino.

Senhor aplicando botox

O envelhecimento natural da pele acontece com o passar dos anos, e as marcas de expressão começam a aparecer junto com a flacidez na região das pálpebras, acompanhada de bolsas de gordura, que resultam em aparência cansada e envelhecida.

As recomendações para os procedimentos pré e pós cirúrgicos, são os mesmos indicados para o público feminino, exigindo exames para verificação da condição de saúde, bem como, a necessidade de esclarecimentos detalhados junto ao profissional escolhido.

É importante haver diálogo aberto e sem tabu com o cirurgião plástico, que deve ser escolhido com cautela, após verificação dos registros e habilitações profissionais junto aos órgãos reguladores competentes de cada região, garantindo segurança e impedindo resultados desastrosos.