Volume de serviços registra queda de 2,8% em 2017, diz IBGE

Baixo desempenho das atividades turísticas e serviços profissionais, administrativos e complementares ajudaram a compor resultado negativo

O volume de serviços registrou queda de 2,8% em 2017, segundo os dados da PMS (Pesquisa Mensal de Serviços), divulgada nesta sexta-feira (16) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O grupo de “outros serviços”, que engloba atividades como o turismo, foi a que registrou maior queda ao longo de 2017, com taxa de -8,9%. Em seguida, aparecem os serviços profissionais, administrativos e complementares (-7,3%).

Os cinco principais grupos de atividades analisados pelo IBGE são serviços prestados às famílias, serviços de informação e comunicação, serviços profissionais, administrativos e complementares, transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio e outras atividades.

Apenas o de transportes fechou o ano com um resultado positivo, de 2,3%.

Resultados de dezembro de 2017

O setor de serviços cresceu 1,3% em dezembro de 2017, em relação à novembro do mesmo ano. Em comparação com o mesmo mês de 2016, houve crescimento de 0,5%.

Os locais que tiveram melhor desempenho no mês de dezembro foram Roraima (15,1%), Maranhão (5,4%) e Espírito Santo (4,6%). As quedas mais intensas foram em Tocantins (-12,7%), Ceará (-3,4%) e Mato Grosso (-2,6%).